TSE desaprova contas do PCO e aprova com ressalvas contas do PCdoB de 2012

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desaprovou parcialmente, na sessão desta terça-feira (31), a prestação de contas do Partido da Causa Operária (PCO) e aprovou com ressalvas a prestação de contas do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), ambas de 2012.

Relatora da prestação de contas do PCO, a ministra Rosa Weber determinou a suspensão por um mês da cota do Fundo Partidário da sigla.

Na prestação de contas do PCdoB, a Corte determinou a devolução de R$ 180.250,41 ao erário, devidamente atualizados e pagos com recursos próprios.

EM, BB/RG

Processos relacionados: PCs 22730 e 134915

ARTIGO DO MÊS: RODRIGO ZÍLIO

A pré-campanha: limites e vedações

Rodrigo López Zilio

Jurisprudência Comentada

Infidelidade partidária para os cargos majoritários – Análise de um caso concreto

Luciana Lóssio

[...]

Parceiros