Os eleitores da cidade catarinense de Abelardo Luz voltarão às urnas no dia 3 de setembro (domingo) para eleger prefeito e vice-prefeito em nova eleição. O pleito foi marcado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter o indeferimento dos registros de candidatura de Nerci Santin e Cleomar Finger, eleitos prefeito e vice do município em 2016. Conforme a decisão do Supremo, ambos estariam inelegíveis à época da votação, em virtude de uma condenação, em 2010, por crime contra a administração pública.

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve, na sessão desta quinta-feira (22), a desaprovação das contas de campanha do deputado federal Ronaldo Carletto (PP-BA), mas afastou a multa aplicada ao candidato no valor de R$ 2 mil. A Corte Eleitoral determinou a devolução ao erário dos valores julgados irregulares.

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu pela improcedência da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije 194358) que pedia a cassação da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer, reeleita para a Presidência da República em 2014. Pelo placar de 4 votos a 3, a maioria dos ministros entendeu que não houve abuso de poder político e econômico na campanha de ambos no último pleito presidencial.

O programa Decisões do Plenário desta semana vai mostrar o julgamento em que o Plenário do considerou que Pimenta da Veiga, candidato ao governo de Minas Gerais nas Eleições 2014, não praticou conduta vedada a agente público durante a campanha. Os ministros negaram o pedido de aplicação de multa ao candidato.

ARTIGO DO MÊS: RODRIGO ZÍLIO

A pré-campanha: limites e vedações

Rodrigo López Zilio

Jurisprudência Comentada

Infidelidade partidária para os cargos majoritários – Análise de um caso concreto

Luciana Lóssio

[...]

Parceiros